sábado, 27 de dezembro de 2008

Inconsciente




( Num momento de embriaguez )



Não queira impor sua regras porque eu não obedeço.
Não me diga o que devo fazer
Pois eu aprendo com os meus erros. E cresço.
Não tente entender a minha cabeça...
Ela é confusa demais.
E independente do que aconteça
Não tente achar em mim, a sua paz.
Não confie sua felicidade a mim, porque eu não mereço.
E não me deixe fazer muitas promessas...
Eu sempre esqueço.
Não se contente só com o meu amor.
Isso, eu sei. Não te satisfaz.
Nem se importe com a minha dor
Porque curá-lá, ninguém é capaz.
Mas não crie a idéia da minha tristeza
Pois no fundo, ela não existe
E não deixe de ter a certeza
Que eu cultivo essa menina triste.


Milla Borges

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Pense Nisso...

Olá pessoal!!!

Final de ano... Festas...
Natal...
O que realmente se comemora no Natal?

(...)

Hoje, vou postar um texto, com uma mensagem linda.
É uma música da banda Sagrada Face.
A letra é de Jorge Veloso.
Mais que meu amigo... Um irmão pra mim.


Pense Nisso


Então é Natal novamente
Como já diz a canção
Tempo de paz, harmonia
Confraternização
É hora de tirar o Menino-Deus do armário
E colocá-lo na manjedoura
Do presépio armado na sala de estar
Mas e quanto ao lugar
Desse menino em nossos corações?
Quem de nós vai lembrar
De fazer sequer, suas orações?


Nos natais de hoje em dia
Ninguém mais lembra quem nasceu
Todos compram presentes
Mas se esquecem de Deus
Os Shoppings se enfeitam,
As lojas se enchem de luz
Só que ninguém nunca lembra
De dar parabéns a Jesus.


Então tudo vai passar
E ao armário ele vai voltar
Até chegar o ano que vem
Se é que alguém vai lembrar
Que o sentido do Natal
É ver Jesus de novo nascer
Mas qual é o sentido de nascer
Se ninguém lhe deixa crescer


Para lutar e vencer
Para vencer e morrer
E ressurgir glorioso vencendo a morte
Para isso e ele nasceu, para isso ele nasceu


( Jorge Veloso )


Para ele:

Ginho, na boa... Eu fico até sem saber o que escrever! rsrsrs
Você é acima da média!
Não sei dizer exatamente em que momento você se tornou tão especial, o fato é que hoje sou grata por ter um amigo... um irmão como você.
Obrigada por tudo! Até pelas broncas!
Amo você!


Para todos:

Pessoaaaaal!
Um feliz natal, muuuito iluminado!
Que Papai do Céu seja lembrado neste dia e que ele abençoe vocês e seus familiares!
Lembrem-se de quem foi exemplo de amor e morreu por nós...
Não esqueçam de agradecer!
Viver é uma dádiva!

Beijos!



Milla Borges

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Sonho qualquer



Sonho qualquer


A alma nua e transparente
Exposta
Transbordando de amor
Ofertando-se atraente
Sedutora
Sem um pingo de pudor

(...)

Naquele clima envolvente
Ofegante
Deixado-se dominar
Sendo agressiva e obediente
Sádica
Sem medo de se entregar

(...)

E cada vez mais atraente
Livre
No ápice do prazer
Satisfazendo-se totalmente
Extasiada
A ponto de enlouquecer

(...)

Acalmou o corpo e a mente
Exausta
Sonhando um sonho qualquer
E adormecendo calmamente
Linda
De alma, se fez mulher.


Milla Borges

sábado, 13 de dezembro de 2008

Recanto



Tem lugares que acolhem a gente...

Escolhem a gente.

Não dá vontade de ir embora...

Tem magia...


Recanto


"Eu estava só de passagem
Mas tudo mudou agora
Não vou mais seguir viagem
Eu não quero ir embora
Vou ficar nessa cidade
Pois meus motivos de outrora
Não me mostraram felicidade
Como a que sinto nesta hora.
Fico também por essa utopia
Que não encontro mundo a fora
Esse misto de verdade e fantasia
Que contemplo, nesta aurora
E que sinto, essa paz e essa calma
Como alegria de quem namora
Num lugar para o repouso da alma
E para o corpo de quem chora
Pois aqui será o meu recanto
Minha pressa e minha demora
Minha inspiração e meu encanto
Que não encontro mundo a fora..."


Milla Borges




terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Intensa

Tem gente que diz que sou exagerada...
Eu não chamo de exagero, chamo de intensidade.
Exagerada não. Intensa.

Qualquer semelhança com a vida real (não) é mera concidência....
.
.
Intensa
.
.
"Vinte miligramas diárias de fluoxetina
Tentando manter em ordem a cabeça da menina
Ela chora, ela ri, fica triste e se anima...
Ela quer mais, precisa de mais, muito mais serotonina
A incansável busca da felicidade...
Será essa sua sina?
Isso existe de verdade?
É algo que se ensina?
Ela tenta controlar sua ansiedade
Mas se perde em cada esquina...
Duvida da própria sanidade
E não desiste, pois não quer sua ruína.
Ela tem medo do escuro e prefere a claridade.
Auto-piedade, não... Com ela não combina.
Então ela vive, com toda sua intensidade
Ela sabe... Há uma luz que a ilumina.
E num instante de serenidade
Ela percebe que sua vida, ela própria é quem domina
Que tudo pode ser da maneira que imagina
E sua história, é ela mesma quem assina."
.
.
Milla Borges

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Lógico e lúdico


A noite...

Eu, o lápis, o papel, minhas idéias e minha percepção de mim mesma...

Deu nisso:


Lógico e lúdico


" Meus sentimentos sem censura
Quem pode entender?
Pois eu tenho a minha loucura
E só assim eu sei viver
Crio meu mundo, minha clausura
E não deixo ninguém entrar
Minha mente, nem sempre pura
Não me deixa sossegar
Adentrando a noite escura
Os meus fantasmas me atormentam
E minha dor, minha tortura
Vem daquilo que inventam
Sobre mim, minha ternura
Se desfaz nos meus pecados
Disfarçando a candura
Mantendo meus olhos fechados
Pois minha alma, agora dura
Não enxerga o que eu sinto
Pois vestiu com armadura
As verdades que eu minto
E a pouca luz que ainda perdura
No meu coração insistindo
Numa vida de lisura
Que dela vivo fugindo...
Meus sentimentos sem censura
Quem pode entender?
Pois eu tenho a minha loucura
E só assim eu sei viver. "


Milla Borges








sábado, 29 de novembro de 2008

Seja Mulher

Um texto escrito pelo cara mais incrível que eu conheço...
Meu Ti...
.
.
Seja Mulher
.
.
"Mulher,não seja tão forte sempre.
Não seja rude e, às vezes, até áspera.
Não deixe de ser mulher.
Seja feminina
Deixe-se apaixonar
Fale baixinho ao telefone sob as cobertas
Desenhe corações em seus cadernos
Sonhe acordada
Deixe que seus olhos brilhem
Não deixe que a dureza do mundo te resseque
Entregue-se, doe-se
Ame sem medo
Seja frágil
Dependente - independente de tudo -
Dê seu carinho de mulher
Não abrace, deixe-se abraçar
Não fale, encoste sua cabeça e feche os olhos
Pois é sendo assim que você é mais forte
É assim que você é mais mulher
Só fale se for de amor,
Só faça se for por amor,
Só olhe se for com amor.
É a ternura da mulher que encanta
É essa falsa fragilidade que enfeitiça
É sendo assim que vocês, mulheres, fazem de nós, homens, seus escravos."
.
.
Tiago Marins
.
.
Para ele: Ti, escreva mais... escreva sempre...
Pois através das suas palavras eu vejo um mundo muito mais bonito...
Amo você...
Tanto que nem cabe.
.
.
Milla Borges

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Agradecimento.

Hoje foi um dia difícil...
Mas apesar das dificuldades, vale a pena viver...
E hoje, eu só quero agradecer.


Deus,


Obrigada por olhar por mim.

Hoje, sei que não estou sozinha, pois você me carrega nos teus braços.

Obrigada por ter me feito assim...

Tão confusa pra que eu pudesse questionar,

Tão sensível pra que eu percebesse que preciso de você.

Obrigada por me responder sempre que te peço auxílio.

Não me abandone.

Eu preciso tanto de você...

E me perdoe por errar tanto e nem sempre me arrepender...

Me perdoe porque um dia eu duvidei do seu amor...

Me perdoe por todo mal que um dia fiz a mim mesma...

Deus,

me fortaleça a cada manhã.

Faça com que eu consiga carregar a minha cruz.

Que eu consiga suportar a dor com resignação.

Não permita que eu desacredite.

E me sustenha, para que a fé seja sempre meu alicerce.

Obrigada por tudo, muito obrigada mesmo.

Eu preciso da tua paz...

Afaste de mim todo o mal.


Amém.



Milla Borges

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Ácida.


Para pensar...


Sem Mais.


Play.

Todo mundo é um pouco esquizofrênico mesmo...
Todo mundo nessa vida, é ator... uns menos
Outros são até bastante.
Alguns são diretores, e por que não dizer...
Deus?
É... São os papéis da vida real...

Vamos ao jogo?


Start.


Que papel você quer interpretar na sua família?
E no seu trabalho?
Hum... difícil, né?
Sem essa... você não é um só.
E na sua cabeça... (?)
A pergunta é: Quem é você?
Quem aí dentro manda mais?
Qual a face que aparece quando você está triste?
E qual dessas suas muitas personalidades predomina?

Hum...

Tem certeza que você se conhece?
(...)

Pare.
Pense.
Analise.

E se esforce para não mentir para você mesmo?
O objetivo do jogo é chegar na sua verdade absoluta.
Promete que vai tentar?
E não pense que vai ser fácil...
Não dizem por aí que a verdade dói?


Game over.



Milla Borges

Um anjo em comum...


Pessoal!


Hoje, vou postar um texto de um cara que escreve muuuito.
Marcio Maia.
Além de escrever, temos mais uma coisa em comum... um anjo na nossa vida.
Um anjo Moreno.
Marina Morena.
D'Elia.
Namorada dele.
Amiga minha.

Segue:


Por que?

"Porque o blues da Billie não é nada mais que sua alma se comunicando
Porque as vontades se expressam em tons, acordes e vibrações. Palavras
Porque você faz o mesmo com gestos e espera compreensão
Porque nesse transe suave e gostoso, nos vemos balançando, balançando.
Porque é hipnótico como seu olhar, sou daqueles que gostam de labirintos.
Porque tudo acontece exatamente quando deveria, será?
Porque posso sentir sua respiração com meus lábios.
Porque o bronzeado da sua pele é convidativo, como chocolate.
Porque posso marcar seu rítimo caminhando com a estalada dos dedos, tap, tap, tap
Porque as curvas devem ser feitas de maneira suave.
Porque as suas curvas são perigosas
Porque a pergunta certa não foi feita
Porque não sei de onde você vem, mas sei pra onde você vai.
Porque gosto de não ter tudo nas mãos e participar do jogo. Sem manual
Porque sem você eu estava triste e prefiro ser assim, mas com sua companhia
Porque nós não precisamos realmente achar razão em tudo.
Porque as vezes falam que não há outra maneira.

Por que? Porque é você quem procura por respostas.
Eu já achei, to escrevendo sobre ela."


Marcio Maia



Pra ela:

Má,
Minha amiga, minha irmã...
Nossa história é só um pedaço do que podemos ainda vir a escrever.
Você pode sumir por uns tempos, pode se mudar, pode até me esquecer...
Mas vou estar sempre aqui.
Você sempre vai saber onde me achar, viu mocinha!
Te amo.

Pra ele:
Maia,
Meu amigo, meu cunhado...
Você é sinistro!
Quando eu crescer quero ser igual a você!
Me ensina a escrever assim???
Sou sua fã!
Cerveja! Please! Antes que vire lenda!

Para os dois:

Beijos! Beijos! Beijos!


Milla Borges

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

É só viagem...


Oi pessoal!

O texto de hoje não é um desabafo, não é um acontecimento, nem um sentimento....
É só viagem.
Interprete da maneira que quiser.
Brinque com os sentidos e significados assim como eu brinquei com as palavras.


Voe...

Boa viagem!


Quebra cabeça

"Estou precisando das verdades
Que elas cheguem até mim
Que não se escondam
Não me escapem
Pra que eu possa entender
Porque as coisas funcionam assim
Se é só comigo, se é pessoal
Se todo mundo sofre do mesmo mal
E se eu entender o começo
Sei que posso mudar o final
Mas está tudo camuflado
Escondido, disfarçado
Diluído e difamado
E onde está o que é real?
Quero saber o que é de fato.
Como funciona o mecanismo
Do sarcasmo, do cinismo...
Verdadeiro ator
Ou mentiroso nato?
É amor ou egoísmo?
Manipulador
Manipula-a-dor
E sou quem paga o pato...
Sem verdade
Sem história
Provisória ( identidade )
Ilusória ( sanidade )
De um coração insensato."


Milla Borges

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Há flores em tudo que eu vejo...


Gosto de aromas, de flores...
Gosto de idéias, de cores...
Gosto de palavras e amores...


Mais um texto:


Minhas flores


"O gato comeu minha lingua
Mas não comeu minhas idéias
Ninguém cala a minha cabeça
Meu jardim de azaléias
Ninguém pode proibir
O meu verso e a minha prosa
Nunca vão descolorir
A minha pétala de rosa
Não sei quanto as pessoas
Mas eu vejo a vida assim
E me recuso a parar
De regar meu alecrim
Não me diga que a poesia
Se tornou obsoleta
O que escrevo tem perfume
De jasmim e violeta
E não perco mais meu tempo
Descrevendo as minhas dores
Vou contando minha história
Minha vida, minhas flores... "


Milla Borges

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Tiago Marins




Uma homenagem a alguém fundamental na minha vida!
Ele que faz de mim uma pessoa melhor dia após dia...
Ele que me entende e me dá carinho...
Dá asas aos meus sonhos, mas põe meus pés no chão...
E se não fosse por ele, esse blog não existiria.


Tiago Marins


"Tiago é quem dá asas aos meus sonhos,
Tiago é a luz que ilumina minha cabecinha rebelde...
Tiago é a paz que me falta e a calma que eu preciso.
Tiago é o amor em forma de gente...
É quem me faz ficar boba, feito uma menininha...
Quem consegue mudar tudo com um abraço.
É aquele que diz com os olhos que isso tudo vale a pena.
E é ele quem faz de mim uma pessoa melhor...
Tiago é dádiva, é presente e é milagre.
É a felicidade que agora me compõe...
Tiago é quem eu AMO e quero fazer FELIZ!!!
Meu namorado...
Meu Ti...
"


Milla Borges

Insônia

Difícil quando a gente tenta dormir e não consegue, não é mesmo?
O corpo até está cansado mas a cabeça não pára um minuto...
E foi numa dessas noites que surgiu esse texto...


Insônia

"A noite é longa e não termina
O escuro veio me abraçar
E essa insônia que me domina
Não me deixa descansar
O corpo imóvel numa cama
Mas a cabeça a trabalhar
E a solidão que já me ama
Me obriga a chorar
Meu coração não adormece
E os olhos começam a fechar
Mas essa dor que não me esquece
Vem logo me acordar
E sonhar... como eu queria!
Mas desisto de lutar
Pra não perder a poesia
Vejo o dia clarear"


Milla Borges

domingo, 23 de novembro de 2008

Quem é ela?

"Quem sou eu?

Sou uma mulher com jeitinho de criança,
e por mais que o tempo passe, serei uma eterna adolescente.
Sou aquela que sonha... e voa alto.
Que acredita nas pessoas pelo simples fato delas existirem
Sou uma menina assustada diante da loucura desse mundo
Sou uma louca se tomarmos como base a palavra sanidade
Sou um enigma para mim
Um livro aberto para meus amigos
Uma pessoa comum
Ou não...
Eu sou o que eu penso, o que eu visto, o que eu como, o que eu leio...
Sou o que nem sei ainda
E se não sou... vou ser
Sou aquela que aprendeu com os erros e continua aprendendo.
errando também.
Sou meio alegre, meio triste.
Meio forte, meio fraca.
Muito nova e tão velha.
Sou aquela que na verdade não tem definição, mas tenho o mistério dessa vida definido em mim...
Essa sou eu.
Assim eu decretei.
Assim é."

Milla Borges