terça-feira, 31 de março de 2009

A dança única



Dançarias?

Perguntou com a voz embargada.

Dançarias?

Uma única dança e nada mais... Era esse e só esse o seu desejo.
E quantas vezes imaginou esse momento.. . Quantas noites insones, sonhou acordado com uma dança. Uma única música. E ela.

Tão linda. Tão pálida. Tão Ela.

Fantasiou esse momento milhões de vezes! Por Deus! Milhões...

Fantasiava...

E via em seu devaneio... Suas mãos a tocar aquela mãozinhas, o seu braço a envolver a cintura fininha da donzela, Podia sentir seu perfume suave... Aquele aroma de flor do campo...
Via seus olhinhos negros brilhando para os seus castanhos.
E podia sentir o toque tão macio daqueles lábios vermelhos a tocar os seus... Tão tímidos.

A dança.

Dançarias?

Chegou o momento e o coração do rapaz saltava de paixão dentro do peito.

- Sim...

E como em seu sonho, um pouco desajeitado, tocou aqueles dedinhos frios, olhou nos olhos negros da mocinha e lentamente a conduziu pelo salão.
Pareciam flutuar por entre os pares dançantes daquela noite bonita de luar prateado.
E na cabeça do rapaz, um turbilhão de pensamentos explodiam desordenadamente, mais ou menos assim:


“ Tantas noites e desejos
Enquanto essa música durar
A sonhar com os teus beijos
Feito bobo a te admirar
Tão frágil e tão cheirosa
Aqui encostada no meu peito
Sua voz de tão melosa
Que me doa e eu aceito
E a paz dessa alegria
De te ter entre meus braços
É melhor que a fantasia
Pois preenche meus espaços
Que essa música seja infinita
E que viva como lembrança
A melodia mais bonita
E a magia dessa dança...”


A música cessou deixando um vazio entre eles.
Olharam-se nos olhos longamente, no mais profundo e absoluto silêncio.
E nesse silêncio eloqüente, trocaram as mais bonitas frases de amor...
E para sempre dançaram na memória...
E para sempre ouviram a melodia...
E houve uma dança.
Única.


Milla Borges






29 comentários:

  1. Milla, muito bonito seu blog viu?!
    Belo texto!

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente lindo!!

    Mostra que a cada dia que passa essa escritora vai ficando mais madura!

    Continue escrevendo. Escreva, pois esse é o seu dom!

    Eu te amo!

    ResponderExcluir
  3. Olá...grato pela visita ao mundo das artes. Quanto à pergunta: não me lembro de onde consegui a imagem, só sei que é linda e fascinante, assim como o canto das sereias...

    Estive por aqui.

    ResponderExcluir
  4. O clima de conquista foi perfeito...

    ResponderExcluir
  5. Fico sempre muito feliz quando alguém visita o meu blog, você escreve lindo, seu blog é fofo!

    Um abraço apertado de 5 minutos...adorei te ler!

    ResponderExcluir
  6. ola milla
    td bem?
    pow ñ tenho nd pra flar dos seus textos ja flei td. seus textos continuam lindos como sempre e num canso d dizer pra vc: PARABÉNS.
    bjks
    fui...

    ResponderExcluir
  7. Há um tempo para tudo....fato!

    Lindo texto!

    beijo
    ..............Cris Animal

    ResponderExcluir
  8. Uma só dança?
    Uma dança eterna, ou uma eterna dança?

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. ' Oi Milla...

    Ain que texto lindo, amei...

    Sim...fico tão feliz quando você comenta em meu blog, você sempre senti o que eu quero mostrar, saibas que mesmo não à conhecendo eu já tenho um carinho imenso por você viu^^

    Que Deus te abençõe sempre \\*
    bjoo's

    =]*

    ResponderExcluir
  10. Ei, menina Fabricante de Sonhos!

    Está tudo lindo por aqui e eu muito feliz com suas palavras e sua visita.

    Volte.

    Um beijãooo! Linda semana!

    Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA - www.atorremagica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Me faz lembrar a seguinte música:

    Dois Pra Lá, Dois Pra Cá
    Elis Regina
    Composição: João Bosco/Aldir Blanc

    Sentindo o frio
    Em minha alma
    Te convidei prá dançar
    A tua voz me acalmava
    São dois prá lá
    Dois prá cá...

    Meu coração traiçoeiro
    Batia mais que o bongô
    Tremia mais que as maracas
    Descompassado de amor...

    Minha cabeça rodando
    Rodava mais que os casais
    O teu perfume gardênia
    E não me perguntes mais...

    A tua mão no pescoço
    As tuas costas macias
    Por quanto tempo rondaram
    As minhas noites vazias...

    No dedo um falso brilhante
    Brincos iguais ao colar
    E a ponta de um torturante
    Band-aid no calcanhar...

    Eu hoje, me embriagando
    De wisky com guaraná
    Ouvi tua voz murmurando
    São dois prá lá
    Dois prá cá...

    No dedo um falso brilhante
    Brincos iguais ao colar
    E a ponta de um torturante
    Band-aid no calcanhar...

    Eu hoje, me embriagando
    De wisky com guaraná
    Ouvi tua voz murmurando
    São dois prá lá
    Dois prá cá...

    ResponderExcluir
  12. O sonho da dança
    os espiritos sincronizados
    a composição da música encorajando
    o calor cada vez mais alterado.

    Momento que ela é tudo
    que as pessoas não importam
    que o coração bate mais forte
    que enquanto o tempo passa
    eu e ela dançaremos.

    A cada passo uma batida
    a cada olhar uma emoção
    posso sentir seu fluxo de amor
    segurando apenas em suas mãos.



    acho que estou voltando aos meus momentos de romantismo
    mas dai teria que mudar meu blog

    =P

    texto perfeito Mila
    o título do blog encaixa perfeitamente

    é uma fábrica de sonhos

    tenha uma ótima semana
    e continue escrevendo bastante

    ^^

    bjinn

    =*

    ResponderExcluir
  13. Passando só p/ deixar um oi
    e dizer q essa mulher ME ama rs
    Bjos Camilão

    ResponderExcluir
  14. Milla,

    Maravilhoso seu texto, maravilhoso seu blog, vc é uma grande escritora, vc naum escreve apenas por escrever, vc escreve com sentimentos, e cada palavra nos toca de uma maneira super intensa.

    Parabéns!

    Continue assim, vc vai longe!!!

    bjão!!!

    ResponderExcluir
  15. dançante, fico cada
    vez mas com minhas
    emoções ao ler sua melódica e
    agradável literatura, suas idéias
    e suaves palavras rearmonizão
    toda forma de ler e escrever !!!
    te dolo prima linda !!!

    ResponderExcluir
  16. Maravilhoso! Texto digno de aplausos!!!
    Dança é algo que tenho vontade de aprender. Tipo, eu morava em frente a uma escola de danças, mas a falta de tempo nunca me deixou realizar esse desejo. Música caribenha é tudo de bom, tango então... A dança faz com que os corpos exibam suas sensualidades de maneira diferente.
    Seu texto tb despertou alguns sentimentos que andam quietos em meio ao silêncio aqui, rsrs.

    Quanto ao "The Division Bell", fico feliz que tenha gostado. Mal posso esperar para publicar as outras duas partes. Outra coisa, vale a pena comprar o cd, pois o encarte - além da letra das músicas, vem com ótimas fotos. Sem contar a fixa técnica com a relação dos outros músicos que trabalharam nessa grande obra.

    Bom, parabéns pelo texto!
    Beijão, fica bem...

    ResponderExcluir
  17. Hehe, valeu ai ..
    Concerteza, e esse tipo de clima é o melhor rsrs
    Beijaoo
    Brigaduuu mesmo

    .

    ResponderExcluir
  18. minha querida... bela dança essa... muito fixe este teu poema adorei... simplemente adorei...

    cada vez me surpreende masi com os teus escritos...

    eu tenho um crainho por este blog pois ele é o maximo e eu adoro bons blogs e o teu é um daqueles como não há muitos...

    gosto de vir ca sempre que me é possivel...

    beijão pa voce

    ResponderExcluir
  19. Amiga adorei sua história,q criatividade hem.
    Isso só mostra q a cada dia q passa vc se aperfeiçoa mais.


    Beijos
    Marllice disse

    ResponderExcluir
  20. Oi Milla, valeu pela visita lá no penseiescrevi, gostei muito do comentário :)

    Adorei também o seu post e os anteriores! Parabéns!

    Tchaau

    ResponderExcluir
  21. Lindo, lindo e lindo...
    ñ sei o q dizer...sem palavras...
    *-*

    Ah,Milla, tenho um selinho p/ ti no meu blog, passa lá e pega! =D

    Bjos!
    =**

    ResponderExcluir
  22. Parabéns faixa transparente.
    Seu blog e este texto estão ótimos continue assim!

    ResponderExcluir
  23. Que lindu este texto
    Parabéns pelo blog
    cada dia mais belo

    Universo Paralelo

    ResponderExcluir
  24. MILA...



    Café
    Sozinha…
    Sentada à mesa do café…
    Peço com carinho…
    O que mais gosto – um café…
    Um café, quentinho, curtinho…

    E sem açúcar…
    E sentada, delicio-me contigo…
    Meu grande amigo…
    Meu companheiro inseparável …
    Meu amigo de muitas horas…
    De horas boas e más…
    Porque tu que me sacias…
    Estás sempre comigo!...

    Um, dois, e se for preciso dez…
    E estás presente…
    E deixas que dentro de uma chávena …
    Eu te aperte entre os meus dedos…
    E muito quentinho, muito curtinho…
    A quem carinhosamente, chamo italiana…

    E sem açúcar vou-te bebendo…
    E porque te quero…embora amargo…
    És para mim, muito docinho…
    E sinto-me outra…
    Por saber que te tenho…
    Sempre que te quero! …


    Lili Laranjo

    ResponderExcluir
  25. cheguei agora e fiquei deliciado...

    www.minha-gaveta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Hum,gostei muito do texto.Como de todos que eu ja li,que você escreveu.

    ResponderExcluir
  27. Mto lindo! parece cena de cinema.

    Bjks.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um pedacinho do seu sonho...
Obrigada!