segunda-feira, 8 de junho de 2009

Numa madrugada...



Já são oito cigarros da madrugada e o sono insiste em não voltar pra casa.
Há duas doses atrás, de uma bebida qualquer, eu estava em paz, mas aqueles erros todos resolveram me visitar. Um motim de erros, todos contra mim.
Um capítulo lido e relido por mim esta noite.
Penso neles porque só eles me fazem companhia agora e rezo porque já viraram fantasmas.
Eu rezo e eles não me assustam.
A noite corre e eu fumo e eu bebo e tento entender o porquê de todos aqueles erros, naquelas datas. Analiso friamente o passado e vejo quantas oportunidades de acertar eu já desperdicei.
Enfim... Passado.

A culpa vem também e não adianta trancar as portas e janelas da sala, pois ela entra pelas frestas e se instala em mim. Superficialmente. Fica em mim.
Por algum motivo estranho não me preocupo, não me abalo (deveria?). Fumo apenas.
Deve haver algum antídoto para esses sentimentos ou uma dose mais forte de um entorpecente qualquer.
Alguma coisa que me anule agora.
Deve haver algum sentido...
A noite continua seguindo o seu rumo de noite, fazendo o seu papel. E eu me dissolvo na fumaça espessa do cigarro.
Os meus olhos pesam e a poltrona é macia.
Corrijo mentalmente cada erro que me recordo e me absolvo.
Já tive muitas dores... Não vejo necessidade de me machucar ainda mais.
É mais fácil, eu me perdoar e assim eu faço.
Amém.
Admito esse ato de covardia, pois o que mudou em meu interior só eu sei.
A verdade é que só interessa a mim, saber
Mas a culpa vem... Uma hora ou outra. Vem.
Um gole, um trago. E eu relaxo...
De forma peculiar, não me sinto mais a mesma, a mesma daqueles erros.
Sou outra, sou nova para cometer erros novos...
A noite, mais triste e sozinha agora (a noite, não eu...) dá seu primeiro sinal de despedida.
Eu e a noite só temos uma coisa em comum: essa frieza.
E quanto àquela que fui, só o cigarro permanece o mesmo.
Cinzeiro cheio, copo vazio, cabeça cansada e o sono retorna.
Nem me dou ao trabalho de ir para cama.
Fico pela sala.
Prefiro a poltrona, que é nova como eu.


Milla Borges.

51 comentários:

  1. Quem nunca teve uma madrugada, aonde usamos pra pensar e refletir, sonhar e acreditar. Uma madrugada em branco, porém, com seu motivo.

    ResponderExcluir
  2. noite de reflexão

    esse tpo de reflexão acontece comigo quando me decepciono com alguma coisa, perco um ente querido, perco uma guria que gosto para outro que não sei nem o nome, quando apenas a escuridão me faz conpania e a conversa rola entre eu e o vento gelado.

    acho que dia 12 estarei assim
    mas não bebendo, e nem fumando
    não faço nenhum dos dois, nem socialmente
    sou neutro

    ^^

    mas tem aquela história
    a noite pode ser fria
    pode ser solitarioa
    pode ser obscura
    mas mesmo assim, a lua terá sempre a sua beleza e vem proteger a todos aqueles que sabem que a vida não é facil e que em todo caminho tomado pela escuridão, há um atalho iluminado que te leva pra onde tem esperança!

    ^^

    tenha uma ótima semana fabricante
    e tenha um ótimo dia dos namorados, pq nesse dia ...

    provavelmente eu vou tentar desaparecer

    ^^

    =*

    ResponderExcluir
  3. É treva pura, eu heim!!! Mas como bom fingidor, o poeta finge sempre, ou não? E seja qual for o sentimento do poeta,saiba que: amanhã, será um lindo dia, e o poeta verá novamente sol.
    Bjus.
    Tia

    ResponderExcluir
  4. É menina, os becos nos atraem te amo, tenho saudades! quando vou te ver?
    mil beijos

    ResponderExcluir
  5. Ja brindei muitas noites com a culpa...

    Belo texo!

    BEIJOS EM SEU CORAÇÂO...

    ResponderExcluir
  6. Quem nunca teve noites destas?!
    O unico erro de que nos podemos culpar é o erro de não ter tentado...Na vida temos varios caminhos escolher o da direita não significa que tenha sido um erro...mas se não for esse o caminho que nos leva para onde desejamos...nada nos impede de voltar atras e escolher o caminho da esquerda...
    Uma coisa é saber que fomos pelo caminho errado...outra é que não tinhamos outro caminho...
    A vida é feita de tentativas...com erros ou sem erros há sempre maneira de os corrigir e não culpar mo nos porque não fizemos a escolha certa...
    bem ja me alonguei na palavras mas espero que de para entender a mensagem;)
    Beijo de um anjo

    ResponderExcluir
  7. Milla, muito bom esse teu texto. Muito mesmo.
    É interessante saber dessas sensações que qualquer pessoa pode ter numa noite agoniada. É muito interessante mesmo. Gosto de imaginar essas sensações, a angústia do próximo nas mais diversas situações. E você sabe como descrever isso tudo, com uma emoção e uma destreza sem igual.
    É por essas e outras que eu sou tua fã. :D
    Obrigada por sempre visitar o meu humilde blog e postar comentários tão dóceis.

    Trecho que mais mexeu comigo, que me cutucou, me fez pensar, imaginar a cena:

    "Deve haver algum antídoto para esses sentimentos ou uma dose mais forte de um entorpecente qualquer.
    Alguma coisa que me anule agora."

    :**

    ResponderExcluir
  8. Pois é minha linda... por vezes ao acordar ficamos naquele incosnciente que nos deixa a pensar o porquê daquilo que estamos a fazer ali, o porquê de o sono se ter ausentado e o porquê de não querer voltar, o porquê de tanta ansiedade logo sde manha... o porquê da existência vital... mas não é isso que nos leva a deixar de viver mais um dia cheio de alegrias e de paz...


    por isso minha querida, tenha uma continuação de uma optima noite e de um resto de semana cheia de luz....
    te adoro...

    ResponderExcluir
  9. Com toda a frieza da madrugada, tenho q lhe confessar uma coisa: a melhor hora para escrever. a solidão que nos faz muito bem!

    beijos, adoro visitar seu blog!

    ResponderExcluir
  10. Oi Milla:
    Gosto da maneira que buscas e as sutilezas para entrar no coração dos sobreviventes.
    Com argúcia vais entrando no visível do cotidiano sem fim e deixando lá uma resposta.
    Beijos e abraços.

    ResponderExcluir
  11. texto super legal.
    E você sumiu la do meu cantinho ne?rsrs
    te adoro e adoro tbm seus belos textos.

    ResponderExcluir
  12. Oi fabricante! Tenho tido madrugadas assim tb... Sumi por um tempo e agora estou de volta. Respondendo sua pergunta, as aulas da noite de quinta são de física...

    =)
    Grande beijo,
    Mary Jane

    ResponderExcluir
  13. "Sou outra, sou nova para cometer erros novos..."

    É outra assim... É agora uma mulher.
    Com experiências suficientes para saber o que é certo e o que é errado.
    Tens o conhecimento que a maioria não tem. Reinventou-se. Recriou-se. Nova.

    Nova pra mim. Nova por mim.

    Eu amo intensamente cada pedacinho seu.
    Você é o amor da minha vida.


    FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!

    ResponderExcluir
  14. Oiiiiiii td bem por ai????
    nossa sei que tenho andado meio sumida...
    mas sempre que posso passo pelo seu blog...
    que continua muito bom^^

    beeeeeeeeeeijo
    bom fds

    LUA
    =***

    ResponderExcluir
  15. Quantas vezes fiz ou quis fazer isto....falar das madrugadas que levanto e caminho pela casa...que abro a porta e me debruço sobre a janela olhando para o ceu..as vezes estrelada...outras vezes nua..seria normal para mim....neste ultimos dias estava ausente...viajando dentro de mim...caminhando pelas redondezas da minha alma...tentado descobrir por que tanta coisa acontecia sem que eu quisesse que acontecesse..compreendi que a necessidade de algumas coisas acontecerem são importantes para nossa felicidade..o problema é que jamais veem sem a mão escura do destino....


    Ademerson novais de Andrade

    ResponderExcluir
  16. assertivo o dizer assim.

    na bela prosa que amanhece o dia.

    um beijo meu.
    um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  17. eu gosto dessas tuas alegorias tipo o "sono insiste em não voltar pra casa" e "há duas doses atrás". Deve ser por gostar tanto de figuras de linguagem ^^

    Acho que tenho sorte por não serem erros o que me vem à mente em noistes insones.. fico sim é imaginando coisas e situações.

    As, quanto mais nova (o) mais tempo e oportunidades pra errar... é innevitavel, uma hora acontece, sempre.


    www.thiagogaru.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Milla, tô um pouco sumida msm, estudando muito e uns trabalhos de campo da universidade. Mas agora já ta mais leve. Só falta me concentrar pra escrever.
    Quanto ao post, já tive madrugadas assim, mas já fazem alguns anos... Vc as vezes me descreve (da medo) hauhauhauahu.

    Bjks.

    ResponderExcluir
  19. "Eu e a noite só temos uma coisa em comum: essa frieza."
    Incrível como a poesia se move neste verso. O texto todo inteiro é de uma crualdade belíssima e cheio de movimentos, como a poesia deve ser, como a vida, mas este verso saltou pra dentro de mim e, que fazer? tive que incorporá-lo.

    Adorei sua visita, suas palavras e a notável atenção que você deu ao Gestos. Fico muito gratificado e espero mesmo que retorne.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. E noites de insônia ninguém merece, mas elas teimam em bater em nossos travesseiors. E que suplício!


    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Ei, Milla!

    Estou sempre por aqui apreciando seus sonhos fabricados com tanto carinho! :)

    Desejo-lhe todo o amor desta vida!

    Um beijãoooo. Saudade.

    Pedro Antônio

    ResponderExcluir
  22. seu escrito me bateu daquele tipo que entra sem forma
    ou melhor 100 formas
    já nem sei
    fica difícil
    nesse momento prefiro calar
    e sentir
    qualquer coisa que expresse pode estragar o porvir
    enfim
    lindo

    beijos

    ResponderExcluir
  23. Q lindo Milla! Já tive umas noites em q me senti assim, por isso entendi mt bem esse texto! Ahhhhhh, como gosto d passar aki! =D
    Olha, tem novo texto no meu blog, ah, mas ñ se preocupe, dessa vez escrevi só o q me passou akela imagem q postei...Não é algo q estou vivendo! =)
    Bjos!
    =**

    ResponderExcluir
  24. Acho que todo ser humano já passou nem que seja uma noite assim...
    Eu passo sempre!
    Ótimo texto! Parabéns!

    Quero agradecer a visita que fez ao meu blog, adorei seu comentário, e confesso que fiquei feliz saber q sempre lembrará de mim!
    Eu tbm nunca esquecerei de vc, e como prova disso, seguirei seu blog que é encantador!
    Um beijão linda!
    Ótima semana pra ti!
    Nike

    ResponderExcluir
  25. Gostei muito do seu jeito de escrever!

    Você usa muito bem figuras de linguagem. EU acho isso muito dificil. Suas alegorias são ótimas.

    Parabens.

    Prazer.
    Kaio.

    http://surrealcadente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Na madrugada eu faço os W.I.S!!!!
    ¬¬²
    Pior que é verdade...
    A madrugada inspira né?

    ResponderExcluir
  27. Eu não prefiro a poltrona.

    Gosto de ficar de pé.
    Dançando, é claro.

    Te espero pro tango. rs

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Milla,

    Essa solidão ao lado de um cigarro e sua fumaça nos acaba. Tantos gritos calados e tantos silêncios que insistem em nos cutucar.

    Que tudo fique bem, você é linda!

    Beijo imenso, adoro você!

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  29. Oi Milla.
    que delicia de texto,as madrugadas nos trazem inclusive reflexões interior.Obrigada pela visita,gostaria de presentea-la com um selo exclusivo do meu blog
    estou seguindo teu blog
    Boas energias
    Mari

    ResponderExcluir
  30. olá menina, tem novo post lá no blog http://dezainer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Queridos amigos,



    Vocês que acompanham esse blog, sabem o grau de sedução que o amor faz, quando quer conquistar. É com muito carinho que oferecemos esse selo de comemoração. Fazer aniversário só é gostoso, quando temos amigos que prestigiam nossa festa.



    Beijos jogados no coração de cada um de vocês.



    -

    ResponderExcluir
  32. Que coisa linda...
    Madrugada é tempo de silência, dá pra pensar em tanta coisa...

    Enfim, já que cobras, postei. Embra um texto bem fraco.
    XD

    xau... bjs

    ResponderExcluir
  33. Oi,

    as vezes a madrugada pega os sentidos para fazê-los dizer...a vida está aí.


    bjos!

    ResponderExcluir
  34. Você é um amor, Milla...

    Outro beijo.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  35. Errar é humano, dizem que aprendemos, não sei se se aprende, pelo menos só repetimos se quisermos;)
    beijinhos meus

    ResponderExcluir
  36. Milla

    Tomo a liberdade de te deixar aqui um poema do meu livro "Entre Margens"


    INSÓNIA

    Respiro a insónia
    pelo fôlego do cigarro.
    Resistem fracos os sentidos,
    persiste o calor no corpo
    nas luzes apagadas das horas.
    Resto-me um pouco.
    A noite, enorme, leva-me os sinais
    onde se quedam os teus
    e nas mãos, incrédulas,
    tingem-se suspiros... de silêncio!


    Beijos...

    ResponderExcluir
  37. se a madrogada nos nos espera-se?
    abraso!
    daqui mesmo

    ResponderExcluir
  38. Oi desculpe por não comentar, ficou lindo, olha tem selinho pra vc lá no meu blog (A Vida Um Enigma) bjim

    ResponderExcluir
  39. Minha jovem senhora:

    Mesmo sendo prosa, aí está alma de poeta.


    Bjs

    ResponderExcluir
  40. MILLA, MIMHA POETA E FABRICANTE DE "SONHADORES!

    O sonho chega com tuas palavras de anjo da guarda.
    Construindo não só pensamentos mas também erguendo os pensadores e ainda levanta auto estima.
    Muito obrigado, conto sempre com Tua ajuda, amizade e presença.
    Vamos brincar de fazer mais né?
    Tô esperando.

    ResponderExcluir
  41. Olá, tudo bem?
    Meu nome é Silvana(Sil) e gostaria de lhe dizer PARABÉNS!!!!!!Adoro pessoas inteligentes e bem humoradas.Adorei seu Blog.Leve, descontraido e com um bom conteudo!
    Convido vc a visitar o meu Blog e da minha amiga Deia Também
    http://www.depoisdodiva.blogspot.com/
    Sou psicologa e vou adorar ler seus comentarios por lá.
    Bjs e boa semana!
    Sil

    ResponderExcluir
  42. Antes de postar algo no meu blog, voltando pela leitura de meus amigos! retomando....

    Essas madrugadas são longas demais. Custam a passar e não esquecemos tão cedo ou...nunca!

    A verdade é que elas são aprendizado e é bom muitas vezes aprendermos sozinhos... no silêncio da madrugada!

    beijo grande

    ResponderExcluir
  43. oi,

    sou a Izinha do blog magicoolhar, vou tirá-lo do ar e estou substituindo pelo "Simples, assim..."

    te espero...
    mil beijos!

    ResponderExcluir
  44. Tem dois selo pra voce lá no meu blog..

    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  45. Gosto dos seus textos. Na verdade, não é bem gostar. É uma certa cumplicidade. Sinto a mesma sensação em relação à madrugada. Cumplicidade. A noite não é só fria, é solitária, não aquela solidão clichê, mas uma solidão que não é destino, sina ou condição. É algo natural, que simplesmente existe. Pode doer às vezes, pode ser a glória, em outras situações. Mas bom ou ruim, continua lá. Enfim, seu texto me fez pensar em muitas coisas. Bjs.

    ResponderExcluir
  46. Oi! Tudo bem?
    Amo o que vc escreve! Dessa vez, vc escreveu algo muito instigante. E me aventurando em seu mundo e escutando um doce R&B cantado lindamente por uma voz feminina, putz!!!
    Assim vc me mata!

    Tenha uma ótimo final de semana.
    Beijão, fica bem...

    ResponderExcluir
  47. Caraca,muito bom, tenho um texto que tem essa essência, gosto muito desse tipo de escrito, abraços fortes. Volto logo.

    ResponderExcluir
  48. Oi flor, só vim dizer que não sou muito assidua no blog, mas não penso em abandoná-lo. Bjs e boa semana

    ResponderExcluir
  49. Oi menina fabricante de sonhos...

    Eu desapareço... Minha culpa... Admito! rsrs

    Mas eu sempre volto, pq apesar de querer e precisar me dedicar à outras coisas, não consigo ficar longe por muito tempo...

    Muito bom o seu texto... Tirando os cigarros, acho q já tive inúmeros momentos em que os fantasmas dos erros passados vieram me perturbar...

    Tenha um ótimo restinho de semana!

    Bjssss!

    Dany

    ResponderExcluir
  50. Erros são mesmo e só do passado.
    Para a frente são decisões.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  51. Amigos sonhadores, escritores, leitores...

    Agradeço novamente o sonho postado aqui em forma de comentário!
    A felicidade que sinto ao ver que, o que escrevo chega até vcs, não tem tamanho!

    Beijo meu...

    ResponderExcluir

Deixe aqui um pedacinho do seu sonho...
Obrigada!