terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Fabricando sonhos...



A noite, de olhos fechados
Mergulhada no meu mundo
Vou passeando pelo pensamento
Entrando num coma profundo.
Imagino tudo que eu quero
Crio histórias e personagens
Sinto gostos, vejo cores
E texturas e imagens.
A coisa vai fluindo...
Viro criança pra brincar
E uma certeza me domina:
É necessário sonhar!
Escrevo palavras no vento...
Sinto um prazer inenarrável
Piso em nuvens e vou voando
Por esse céu incomparável.
Danço a dança dos felizes
Com o coração dos inventores.
Tudo se torna tão mágico,
E tem cheirinho de flores!
Ouço a voz da imaginação
E deixo flutuar minha poesia
Invento uma nova canção
Pra toda essa fantasia...
Pois eu me sinto recompensada
Ao ver rostinhos risonhos
Que se alegram com os escritos
Da menina fabricante de sonhos....

Milla Borges