quinta-feira, 30 de abril de 2009

Por mim mesma




Olá sonhadores...
Passo por um momento de incompreensão.
Não sei se isso ocorre com todos que escrevem, mas essa foi uma semana difícil pra mim...
Sabe quando você não se reconhece nas próprias palavras? Já aconteceu com vocês?
Quando você tem as idéias, cria as histórias na cabeça, mas na hora de passar para o papel, não consegue ordenar os próprios pensamentos...
Sei que tenho uma veia dramática mesmo, mas como isso me angustiou durante essa semana!
Então, respirei fundo e parei para analisar meus escritos...
E foi aí que surgiu esse texto aqui:


Ser simples ...
E esta tem sido minha luta cotidiana.
Eu tento desvendar a mim mesma,
Uma batalha quase insana.
Para tentar entender os meus atos
Meus pensamentos justificarem os fatos
Em minhas palavras tentando encontrar definição
Uma frase que faça algum sentido
Alguma pausa que acalme meu coração
Ou nas entrelinhas, uma resposta sensata
Um significado escondido
Para essa ciência inexata
Esse auto-conhecimento desconhecido
Que em meus textos não consigo decifrar
Que perseguição é essa, mocinha?
Precisa se flagelar?
Entender é assim tão importante?
Não basta apenas sonhar...
Relaxar só um instante
E me permitir um minuto de ignorância
E não saber. Isso é ganância!
Me entender só pra assumir
Que de mim, tudo sei.
Que conheço minha estrutura literária,
Que separa a minha vida real da imaginária
E fingir que não errei...
Que não fui assim tão contrária
A tudo que já redigi
E então admitir
Que fui surpreendida
(Por mim mesma)
E que agora estou perdida...

Milla Borges

Desejo a todos um ótimo feriado!
Aos amigos escritores, desejo muita, muita inspiração...
E deixo um grande beijo meu ♥...
.
.