segunda-feira, 21 de junho de 2010


Nunca houve então o perfume que o revelasse a paixão.
Nunca houve crise de ciúme ou arrebatamento que pudesse acelerar o coração.
Faltava-lhe na vida, um toque feminino, suavidade de mulher, ou justificativa para todo o vazio que pudesse ser preenchido de alegria.
Ao corpo, faltava o calor, ou momentos de desatino, irresponsabilidade qualquer...
Mais instinto animal, mais cio...
O que pudesse lhe dar um sentido ou presença que lhe fizesse companhia.
Nada disso havia.
Tudo assim se resolvia.
O fato é que não tinha anseios. Não desejava com ardor coisa alguma.
Não cobiçava as vizinhas e seus seios. Amor? Que nada!
Um primitivo insensível em suma.
Será que a ausência afetiva lhe vestiu a capa da agonia?
Ou a paz da solidão lhe cobre o corpo e alivia?
Não sente. Não sente falta de pés roçando os seus no frio da noite, do gozo de anoitecer amando entre carinhos... Carinhos e açoites. (E porque não? A dor acompanha de perto tudo aquilo que se dá intensamente. Há jeito de descobrir o seu desejo. O prazer é inerente ao que a sensação física pede. Tapa pra quem é de tapa. Beijo pra quem é de beijo.)
Mas nem disso havia procura, ou a loucura, quem sabe a cura, para toda noite escura que passava só e consigo.
Tudo que acontecia não tinha razão de acontecer ou não era para ter acontecido.
Nem tapa. Nem beijo.
Sendo fraco era forte. Nem de vida, nem de morte... Sua vida, um recorte. Uma página rasgada de um livro envelhecido.

Milla Borges



Sonhadores,
Mais uma vez agradeço aos comentários e palavras tão lindas que me escrevem.
Fico feliz. Mesmo!

Deixo aqui, mais uma postagem doida do blog Alienatio Mentis:

www.millaborges.com/blog

Um beijo enorme no coração de vocês!
Ótima semana!

34 comentários:

  1. Uma página rasgada de um livro envelhecido...tantas paginas rasgadas...no nosso livro da vida...
    Beijo d'anjo

    ResponderExcluir
  2. Esquece o mal que porventura te atinge.
    Entrega os problemas ao tempo, que tudo resolve.
    Trabalha no bem e o bem responderá com a paz na tua consciência.
    Boas energias,
    bjs
    Mari

    ResponderExcluir
  3. Oi moça bonita...Eu tomei a liberdade de pegar um poema lindo teu, e coloquei no perfil do meu orkut. Sem mtas novidades, rs, mta gnt gostou viu! Mas, com sinceridade em meio a honra, coloquei o seu nome bem abaixo do ponto final. ;)

    Muito obrigada por sua visita, fico lisongeada com tanto carinho. POdes voltar sempre que quiser sim, e fique à vontade para comentar.

    Um grande abraço, que Jesus seja sempre a sua luz, iluminando qlqr escuridão que queira a te assustar.

    Xêru,
    Lu Melo

    ResponderExcluir
  4. Oiiii...rs...então é q agorinha eu estou no trabalho, e aqui não tem acesso ao orkut, mais tenta me achar pelo nome: Luanda Melo dos Santos; meu e-mail do orkut é: luams.gm@gmail.com e está assim no perfil do meu orkut: Luanda e Igor. Mas, assim q eu chegar acessar o orkut, pqr estou sem internet tmbm =/ eu te add sim. Não esquecerei.
    Xêru.

    ResponderExcluir
  5. Oi minha linda, sua escrita sensível sempre me toca... Obrigada pelo carinho tão especial registrado em forma de palavras lá no meu cantinho. Bj grande e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Milla,

    Essas suas palavras moldadas com emoção são fortes e mexem com a gente. Seu jeito é único, menina linda.

    Beijo bem grandão, nessa menina linda e poética.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  7. Nem tapa nem beijo...a indiferença?

    Era forte,mas fraco...as fraquezas da vida...

    Beijinho doce e agradeço a tua visita:)

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pelas visitas...
    é um prazer visitar seu blog...

    Abços

    ResponderExcluir
  9. Tambem rasgo as paginas dos meus envelhecidos livros. E será que não era mesmo voce com a camiseta dos Stones?

    ResponderExcluir
  10. Oi, que bom que gostou do meu texto, tbm acho que é um dos melhores.
    Parabéns mais uma vez pelo blog, está cada dia melhor
    bjs

    ResponderExcluir
  11. e não é que ficámos com 170 seguidores
    ao mesmo tempo? :) boa semana, fabricante!

    ResponderExcluir
  12. Milla...
    Olá quanto tempo que eu não passo aqui.
    Seu espaço continua perfeito, Perfeito.
    Parabéns..!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá, quanto tempo! Estava com saudades de ler seu lindo blog! =)
    E é claro que eu aceito escrever, é só me dizer como faço!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Milla!
    Vim aqui para agradecer sua amável visita e me encantei...
    É muito lindo o teu escrito! Muito!
    Voltarei sempre, com certeza.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Um texto bem amarrado em bem escrito, moça.

    Obrigada por seu comentário tão gentil.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Obrigada, pelo seu comentário no meu blog, amei o seu blog, tanto que estou te seguindo!
    Beijinhos a vc!

    ResponderExcluir
  17. Oi, Milla!

    Fico super feliz de você tomar doses e doses de arte!

    Só assim vamos encontrar a paz e o sossego, como disse Henri Matisse.

    Estive por aqui em seu recanto das letras, letrinhas e letrões.

    Abraços mineiros.

    ResponderExcluir
  18. oieee, desculpa pela minha ausencia.
    Como sempre gostei muito do texto.
    Hoje sofro por amor,mas se nao amasse tbm sofreria, Que agonia.

    ResponderExcluir
  19. Pagina rasgada
    De uma vida aprisionada
    Em um mundo chamado solidão
    Onde a porta de entrada é a desilusão
    O amor e seus males
    Os sonhos e outros ares
    Em um livro que não teve fim
    Pois a pagina foi rasgada
    Deixando-me só para mim...


    Em sua fabrica de inspriração,
    encontro o alimento que alimenta meu coração....

    ResponderExcluir
  20. Milla

    Fiquei encantando com teu texto!

    Voltarei e voltarei em busca do lirismo que sangra dele, do teu texto.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  21. "Uma página rasgada de um livro envelhecido."
    Linda frase...
    Lindo o texto.

    Não há vida sem um amor que te faça perder a razão, que te dê aquele frio na barriga, que te faça desejar uma pessoa por toda a vida.

    Desses que sinto por vc...

    Eu te amo, minha linda!

    Cada dia impressionado mais com os seus textos. E os novos textos que tenho o privilégio de ser o primeiro a ler. São cada dia melhores.

    beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  22. Encontrei seu cantinho em umas de minhas caminhadas em busca de luz.
    amei o que vi aqui e estarei sempre voltando.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  23. Mas o que aconteceu a esta menina?

    Vim deixar um beijinho doce ficando à tua espera:))

    ResponderExcluir
  24. Obrigado pela sua visita.
    Gostei do seu blogue e voltarei mais vezus.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. ' Milla...ain como é bom vir aqui, olhar meu cantinho e ler algum comentário seu...
    Fiquei tão feliz em saber q vc senti falta dos meus humildes textos, muito obg viu^^
    Ah...sobre sua postagem, simplesmente perfeitaa, pricipalmente isso aqui...

    ' Uma página rasgada de um livro envelhecido. '

    Rasgamos uma página envelhecida para escrever uma nova história, um sonho guardado no ♥, enfim, ameii...

    Sei q andei sumida, foi por conta do final de período na Faculdade, tava sem tempo geral, mais agoora tô de volta tá?!
    Com carinho ♥

    Josy*

    ResponderExcluir
  26. A falta de sensibilidade é a causa de muito coração frio.
    Um excelente texto.
    Boa semana, beijos.

    ResponderExcluir
  27. .

    . rasgo.me entre excessos . confessos .

    . e aqui a escrita é um prazer exposto ao mundo .

    .

    . parabéns .

    .

    . um beijo meu .

    .

    . paulo .

    .

    ResponderExcluir
  28. Ele está indiferente a vida porque o tempo o fez insensível.
    Que um amor apareça, para dor cor e sentido novo à vida dele.

    Belo, querida!

    [não esqueci do meu texto para o seu outro blog, rs... tô tentando escrever uma coisa bem 'inquietante']

    Beijo.

    ResponderExcluir
  29. Ele está indiferente a vida porque o tempo o fez insensível.
    Que um amor apareça, para dor cor e sentido novo à vida dele.

    Belo, querida!

    [não esqueci do meu texto para o seu outro blog, rs... tô tentando escrever uma coisa bem 'inquietante']

    Beijo.

    ResponderExcluir
  30. Ele está indiferente para com a vida porque o tempo o fez

    insensível.
    Que um amor apareça, para dor cor e sentido novo à vida

    dele.

    Belo, querida!

    [não esqueci do meu texto para o seu outro blog, rs... tô

    tentando escrever uma coisa bem 'inquietante']

    Beijo.

    ResponderExcluir
  31. Caramba, eu fiquei extremamente incomodado quando vc disse no início do encontro que tinha dois blogs e o encontro acabou e eu não vi vc divulgando-os... Não é todo mundo que curte ler e escrever coisas cultas, interessantes e construtivas! As pessoas preferem escrever uma frase por dia no twitter ou ficar fuxicando a vida dos outros no orkut ao invés de partilhar coisas boas! Por isso o meu incomodo em querer conhecer mais uma blogueira!!! rs Tive que procurar! Enfim, encontrei! E já vou add aqui nos meus favoritos pq estarei sempre por aqui!
    bjs
    Fique com Deus!
    (obs.:nos vemos no sábado e espero por vc em Agosto para mais uma missão!)

    ResponderExcluir
  32. Faz tempo que não visito seu cantinho, muito lindo como sempre. E esse texto faz a gente sentir essa pessoa solitária, faz a gente tentar entender...
    Gostei.

    Bjks.

    ResponderExcluir

Deixe aqui um pedacinho do seu sonho...
Obrigada!