sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Para (re)criar um novo (e velho) eu


Quero (re)montar a minha vida...
Não pelos erros todos que cometi no passado, não é isso. Também não é por qualquer insatisfação que eu poderia estar sentindo, nem por achar que há algo de errado comigo (embora muitas vezes eu ache mesmo que há algo de errado comigo. E com o mundo também).
Não, não é por isso.
É que há tempos eu me perdi de mim, e há tempos eu tento me (re)encontrar...
Em algum momento da minha trajetória, desfiz um laço precioso e bonito, aquele que me conectava com todos os meus eus, com tudo que há em mim, o que tem aqui dentro, o que esteve escondido e pouco a pouco foi se revelando. E eu sinto falta daquilo que havia na mais fina camada da alma.
Não que eu esteja envolta em uma espessa crosta de nostalgia, embora, às vezes, vivê-la me leva a lugares que me acolhem.
O que eu quero é tão simples... Eu quero (re)escrever a minha história, (re)encontrar pessoas esquecidas, eu quero (re)viver sentimentos perdidos... (Porém tão vivos, que nunca se fizeram esquecer...)
Quero aquele sorriso, o mais sincero de todos, aquele que eu tinha...
Quero aqueles chiliques, aquelas coisas bem de mulherzinha e todos os meus rompantes emocionais de volta...
Quero (re)nascer de mim mesma para aquilo que no fundo, no fundo, nunca esteve morto...
(Re)Ativar a força que eu guardei, (re)lembrar tudo que fui e SER apenas quem eu sei ser.
Não dá pra se lamentar das coisas vividas nem se culpar por cada passo dado, ou decisão tomada... O que dá para fazer é seguir... Seguir a voz que chama, o abraço que atrai, o caminho que se tem pela frente, seguir o que manda o coração... Esse sim é o grande dono da verdade.
Vou (re)contar as horas que tenho para fazer um tempo novo e (re)fazer brotar o amor...
É isso...
(Re)Tomar nas mãos a minha vida, e fazer dela a coisa mais bonita de se estar.
Ser feliz, ou pelo menos tentar...
Para (re)criar um novo (e velho) eu.

Milla Borges

4 comentários:

  1. Interrompemos a programação normal deste site/blog para um informe policial.

    O Repórter WEB Virtual Última Hora informa: O rato de laboratório está solto novamente!

    - "Nessa madrugada de segunda-feira para terça-feira, três elementos encapuzados e fortemente armados invadiram esta delegacia, dominaram os policiais que faziam o plantão junto ao escrivão, e em seguida abriram a cela onde estavam o rato de laboratório e mais sete presos. Os bandidos trancaram os policiais e o escrivão nesta mesma cela, e o rato de laboratório, junto aos três elementos encapuzados, fugiram na viatura que estava no pátio, a qual abandonaram logo em seguida, fugindo com um carro roubado. Os demais presos fugiram a pé, sendo que quatro deles já foram recapturados, um foi encontrado em um boteco próximo a este local, ouvindo pagode e comendo uma coxinha. Como pode ser notado, os bandidos não efetuaram um único disparo. Está sendo aberta uma sindicância para apurar se houve facilitação da fuga, visto que o rato de laboratório já deveria ter sido transferido há alguns dias, e também o porquê haviam somente dois policiais no plantão desta madrugada. O resultado da sindicância pode ser determinante para a manutenção do delegado titular no seu cargo ou não. Não sabe-se ainda se há veracidade no fato ou se estão tentando evitar uma histeria coletiva, mas o delegado chefe da polícia federal afirmou que está tudo sobre controle, que não há motivos para pânico, pois dentro de poucas horas o rato de laboratório será preso novamente. Enquanto isto não acontece, nós, do Repórter WEB Virtual Última Hora aconselhamos que todos fechem suas casas, fechem seus sites, fechem seus blogs, fechem suas mentes ".

    - "A qualquer momento o Repórter WEB Virtual Última Hora voltará com mais notícias, fique ligado. Boa noite".

    http://progcomdoisneuronios.blogspot.com.br/2011/10/toda-trajetoria-do-rato-de-laboratorio.html

    ResponderExcluir
  2. Seu blog é lindo.
    Gostei da sua escrita.
    Inúmeras vezes encontraremos no caminho o prefixo 're' para re-começar... re-novar... Que seja constante, pois é necessário. Quando não mais for permitido a mudança, considerando-se acabado, concluido, algo estará errado, estamos em mudança o momento todo, é preciso crescimento. E aceitar moldar-se é crescer.

    http://natealves.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe aqui um pedacinho do seu sonho...
Obrigada!